quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Chegamos na praia

Oi, irmã. Chegamos em Marseille. A viagem foi tranquila. Estava cheia de riri nas idéia. A Dani te ligou, né? Ela é uma fofa também! Ela sempre fala que te adorou, que sua voz é bem meiga. Acho o máximo quando alguém te elogia. Fico toda boba!

Ontem estava morrendo de saudade de vocês e do Dengo. Queria tanto vocês aqui... Aí pra esquecer a saudade enchi a cara de vinho. Resultado: ressaca hoje!!!!!! Vontade de vomitar, dor de cabeça... Um horror! Assim como o cigarro, não consigo ser bebum. Te falei que eu joguei os cigarros todos fora?


Beijos

domingo, 7 de agosto de 2011

oi

Oi irmã, ele vai operar o nariz, mas ainda não tem data marcada. Em relação ao casório, depende do número de pessoas que vcs querem chamar. Dá pra fazer algo legal com uns 20.000,00. Eles dividem em milhões de vezes. Dá pra fazer com até menos. A milene fez em uma casa bonita, com espumante e bolo, e decoração e pista de dança. Ficou lindo. Bjokas

Entendo...

Oi, irmã! Eu entendo que você sofra. Nós nos acostumamos à intensidade. Amamos muito, sofremos muito, rimos muito, choramos muito... O que me deu foi um ódio profundo daquela família te magoar, mas você é adulta e eu tenho de aprender isso.
Quanto ao Paulo, não tenho nada contra ele. Sei que ele lutou, às vezes da maneira certa, às vezes da maneira errada, e eu sempre estive ao lado dele. Vivi como se a doença estivesse em mim. Eu, mais do que ninguém, sei o tanto que ele lutou, mas sei que hoje ele é morto para a gente. Não adianta fingir que não. Da nossa vida, ele já se foi. E eu também não tive como me despedir dele, como dizer o quanto ele foi importante, o quanto me ensinou a amar e a me dedicar incondicionalmente. Mas depois de tudo, o que eu tinha a aprender era a ser feliz, a me permitir ter sonhos como todos: casar, ter filhos, envelhecer ao lado de um homem que me ama e cuida de mim, amar muito, ser feliz, mesmo sabendo que dificuldades virão e serão ultrapassadas. É bom não ter uma espada em cima da minha cabeça a todo momento. Ninguém sabe o que pode acontecer, mas antes eu vivia sempre esperando a próxima bomba. Que venham as bombas necessárias, mas que elas não sejam esperadas e que a dor delas não seja antecipada...
Você sabe o quanto eu fui e sou desrespeitada por aquela família. Pra eles eu não desejo nada de bom. Tento não desejar nada, ao invés de desejar o mal. Pro Paulo, eu desejo o melhor, a libertação, mas a doença é cruel, então...
Pra mim, eu desejo a vida! E Deus queira que seja ao lado do meu amor, porque está tudo muito bom, eu me sinto amada, me sinto no lugar certo, sabe?
Amo muito, amo tudo!

Quanto ao concurso, me liga que eu te dou umas dicas e a gente conversa.

O cunhadinho vai mesmo operar o nariz ou é a coluna?

Quanto você acha que se gasta com uma recepção de casamento bem simples?

Beijos

sábado, 6 de agosto de 2011

nem tudo para Augusto dos Anjos era escarro...rs. Olha q belo.

ceticismo

Desci um dia ao tenebroso abismo,
Onde a dúvida ergueu altar profano;
Cansado de lutar no mundo insano,
Fraco que sou, volvi ao ceticismo.

Da Igreja - a Grande Mãe - o exorcismo
Terrível me feriu, e então sereno,
De joelhos aos pés do Nazareno
Baixo rezei, em fundo misticismo:

- Oh! Deus, eu creio em ti, mas me perdoa!
Se esta dúvida cruel qual me magoa
Me torna ínfimo, desgraçado réu.

Ah, entre o medo que o meu Ser aterra,
Não sei se viva p’ra morrer na terra,
Não sei se morra p’ra viver no Céu!
Que legal q vai a praia. Já peguei o dengo, estão no apto do anderson. Quando o anderson for fazer a cirurgia, talvez volte com dengo pros meus pais. Lá, acredite, ele estava dormindo no sofá! rsrsr
Em relação ao concurso, estou meio desorientada, vi o tanto q vc estudou e tem um tanto de coisa q nem tenho noção, confesso q fico meio sem saber.
Já com o Paulinho, entendo a tua preocupação, mas ostaria que vc separasse os teus sentimentos dos meus. O que eu vi vc passar não se apagou, o paulo, em vários momentos me deixou confusa em relação a sanidade dele, sempre estive do seu lado e continuarei. Mas te amar, não apaga o amigo que ele foi, entende? Ele não foi, na maioria das vezes um filho da puta inconsequente, ele lutou pela vida da forma que ele entendia e foi guerreiro, tentou sair do mundo louco da mãe, mas não conseguiu. Eu,Tássia, não me sentiria à vontade de ver morrer um amigo sem nem ao menos tentar estar ao lado. Desculpa, irmã, por mim eu precisava me despedir... e assim estou fazendo. Sabendo que nunca mais o verei, mas q como amiga, não fui contra meus sentimentos, não me sinto omissa.
Amo vc, pra sempre!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Pára de insistir nessa história!!!!!!!!!

Irmã, por mais duro que seja, o Paulo é uma pessoa que morreu pra nossa família. Nem se e quando ele morrer, a gente vai poder estar perto, entende? Esse povo é todo louco e de loucura eu estou correndo. Pára, por favor! Por mim, se é que eu posso te pedir alguma coisa! Essa família continuar magoando a nossa me dói muito! Você não tem noção... Pára de se importar com ele, por favor! Mesmo que seja forçado!

Oi, irmã!

Fiquei louca com a história do concurso do TCU. Que legal! Eu não sabia que ia ter vaga para psicólogo. Agora se joga nos estudos! Quer dizer, se for isso que você estiver com vontade de fazer. Se desse para você só se dedicar aos estudos até a prova seria ótimo, mas não sei se você está com essa vontade toda. kkkkkkk Porque, tenho que confessar, é muito chato estudar pra concurso, mas vale muito a pena... Sei lá, decisões suas, minha lindinha... :)

Como está meu Denguinho? Como foi a festa? As fotos estão lindas demais!!!!!

Por aqui, tudo ótimo! Cada dia melhor e mais real... Um dia desses até discutimos por besteira. kkkkkk

Vamos para a praia na próxima semana, mas acho que vai ser fácil continuar a te escrever de lá.

Amei a poesia que você colocou... Como estão os preparativos para o casamento? Aprenda bastante para depois você me ajudar no meu, que vai ser bem mais simples, ok?

Te amo!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Uma poesia...

VIDA ( Flora Figueiredo)

"Na dúvida, faça.
O risco faz parte.
A graça está
em tentar,
em vez de sentar e assistir;
a vida está
em esticar-se todo para atingir;
o mundo está
no desafio da interrogação.
E por que não?
Entre na festa,
arranque a capa,
morda a maçã.
Desate o cinto
para voar livre pelo amanhã,
ainda que ele seja um labirinto.
Deixe o id rolar
nessa arte viva de arriscar,
cônscio e devoto.
Pois que viver
não é entrar no mar onde dá pé,
mas mergulhar com fé no
maremoto."

Adoro poesias, e a vida é cheia delas...
ah, vc tá linda na foto, amei! Saudade imensa...até dói.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Que linda!

Amei as fotos que você mandou para o Iphone e a foto que você postou. Você lembra como foi feita a maquiagem e o cabelo? Estou louca pra aprender a fazer penteados também, sabia? Tenho visto uns lindos da Julia Petit e acho o máximo. Quero deixar meu cabelo crescer para poder fazer coisas diferentes nele. Muito perua, né?

Nessa foto estou só com corretivo e um pouquinho de maquiagem marrom nos olhos. Estou perua ao cubo!!!!!!!

Gata, te amo! Estou com muita saudade! Queria tanto que você tivesse perfil em algum site pra gente poder se comunicar mais, mas por aqui está valendo...

o cabelo eu mostro depois...

A maquiagem...